Home / Sem categoria / Três deputados reivindicam autoria do IML de Crateús; caso resultou em briga

Três deputados reivindicam autoria do IML de Crateús; caso resultou em briga

A implantação do Instituto Médico Legal em Crateús, já tem causado polêmica entre três políticos, que são eles os deputados Walter Cavalcante, Carlos Felipe e Jeová Mota, os próprios reivindicam na Assembléia Legislativa do Ceará nesta sexta-feira (17) a autoria do órgão. “Um dos compromissos que firmei quando assumi esse mandato foi ajudar Crateús, e é isso que venho tentado fazer, de todas as formas… querem reivindicar a autoria da ideia”. disse Walter Cavalcante, enquanto há informações de por parte do deputado Jeová Mota de que a medida atende sua solicitação, e que já havia conversado com o governador sobre a necessidade de uma unidade do órgão para atender os municípios dos Sertões de Crateús, que depende de Tauá ou Canindé para a realização de procedimentos legistas.

Já Carlos Felipe, foi direto: “Muitas vezes, acontece nesta Casa. A gente trabalha toda uma vida em um projeto e, num determinado momento, alguém, porque relata uma lei de orçamento ou apresenta um requerimento, autoproclama-se responsável”, disse. O parlamentar mencionou o caso do Instituto Médico Legal (IML), projeto pelo qual, segundo ele, muito lutou, desde 2007, para que se tornasse realidade no município de Crateús.

Logicamente, em muitos casos, enquanto se aproximam as eleições para deputado, há articulações por parte dos mesmos para obterem uma boa visão perante a sociedade, o que inclui brigar pela autoria de alguns projetos. Assim, fica a pergunta: “vão querer fazer o teste do DNA para descobrir quem é o pai da criança?”.

Comentários
error: USE OS BOTÕES DE COMPARTILHAMENTO