Home / Sem categoria / "Camilianos" tem impasse resolvido com Prefeitura de Crateús

"Camilianos" tem impasse resolvido com Prefeitura de Crateús

A prefeitura de Crateús voltou a ter total atenção na relação com a Sociedade São Camilo, popularmente conhecidos como “Camilianos”, que administram o Hospital São Lucas e UPA 24 Horas. Uma reunião aconteceu na manhã desta quarta-feira (30) entre os “Camilianos” e representantes da Prefeitura, e de acordo com a assessoria da Prefeitura, ficou decidido a permanência da Sociedade São Camilo no poder do Hospital e UPA.

Consórcio Regional

De acordo com o presidente do Consórcio Regional de Saúde dos Sertões de Crateús, Dr. Cárlisson Assunção, ao ser ouvido pelo repórter Nathan Loyola ainda nesta quarta, não houve um parecer legal favorável para o Consórcio ajudar a arcar com as despesas.

“Na última reunião que houve para tratar do assunto São Lucas, foi colocado, até mesmo pelo prefeito de Ararendá, que os municípios estão numa situação financeira muito complicada, e a ideia que ele colocou era de que o Consórcio arcaria com essa diferença para auxiliar o hospital São Lucas. Acontece que, a nossa assessoria jurídica […] fez uma consulta técnica com a Secretaria de Saúde do Estado, que deu um parecer contrário a esse auxílio financeiro do Consócio para o Hospital”, afirmou o presidente do Consórcio, que também é prefeito de Poranga, afirmando ainda que de acordo com o parecer, teria que haver nova contrapartida financeira dos municípios para que só então haja uma participação para o hospital.

O município de Crateús é o único a arcar com as despesas do Hospital, mesmo tendo situação financeira complicada reconhecida pelo Consórcio, assim como também os outros municípios que abrangem a região.

O diretor dos “Camilianos” em Crateús, Marcos Vinícius, afirmou considerar a então proposta do Consórcio como boa opção para amenizar a situação financeira do hospital. Clique aqui e relembre a matériaFuncionários do hospital São Lucas realizaram no início na manhã ainda desta quarta-feira, manifestação chamada “abraço solidário”, nas redondezas do hospital, a fim de chamar a atenção de motoristas e transeuntes.

Repórter: Nathan Loyola

Comentários
error: USE OS BOTÕES DE COMPARTILHAMENTO