Home / Sem categoria / Caso Manuela: 'Se tiver havido negligência vai haver punição, doa a quem doer', disse Dr. Elanildo Martins

Caso Manuela: 'Se tiver havido negligência vai haver punição, doa a quem doer', disse Dr. Elanildo Martins

O Diretor Clínico do Hospital São Lucas, médico Dr. Elanildo Martins, se pronunciou em entrevista neste sábado (23), sobre a morte da jovem Manuela Cristina, falecida no sábado (16) no Hospital Norte de Sobral, sob suspeitas de problemas no apêndice. O médico afirma que durante os 7 anos de trabalhos em Crateús, nunca havia passado por “situação tão lamentável”. Antes de ser atendida em Crateús, a jovem já teria passado por outro hospital, no município de Piripiri no Piauí, onde estudava Direito.

“Eu tive a oportunidade de vê-la na quinta-feira já num estado bem grave, muito crítico. Chamei os colegas para me ajudar… que vinheram prontamente e viram a gravidade dela, e eu fiquei no pé da Manuela Cristina todo o tempo. Seu Manoel [pai da jovem] é testemunha disso, ele viu o meu esforço, entrando e saindo na UTI… Meio-dia ela estava em uma condição boa pra fazer a cirurgia”, disse o médico ainda afirmando que estava esperançoso da melhora da jovem, o que não aconteceu e teve que ser encaminhada à Sobral.

“Não tenha dúvida que se tiver havido [negligência] vai haver punição, doa a quem doer”, disse Dr. Elanildo, reiterando que o caso está sendo apurado inclusive pela a Assessoria Jurídica da Sociedade São Camilo, e pelo Conselho Regional de Medicina.

Ao tomar conhecimento do óbito de Manuela, Dr. Elanildo afirma ter chorado. “Pra mim foi como se fosse minha filha, a dor… Eu e o [enfermeiro] João Victor, gente chorou alí no repouso, lamentando a situação.”

A morte da jovem repercutiu em toda a região após várias entradas na UPA 24 Horas, e ao ser transferida do hospital São Lucas para Sobral. Manifestantes ainda reivindicaram justiça em frente a tais órgãos de saúde pública de Crateús.

Repórter: Nathan Loyola

Comentários
error: USE OS BOTÕES DE COMPARTILHAMENTO