Home / Entretenimento / O que eu achei da série espanhola “Mar de Plástico”

O que eu achei da série espanhola “Mar de Plástico”

Atenção: contém spoilers

A série espanhola Mar de Plástico é uma prova convincente que a Espanha tem se destacado na fabricação de ficção. Creio eu que fui um dos poucos brasileiros a assisti-la, levando em consideração que a série não está disponível na Netflix para brasileiros, e não há legendas para o português (brasileiro).

Todo o roteiro ocorre na tentativa de elucidação de crimes bárbaros na pequena cidade fictícia de Campoamargo.

Na primeira temporada, a morte da filha da prefeita intriga os habitantes da pequena cidade, pela maneira cruel e misteriosa, sendo esquartejada e partes do corpo serem descobertas aos poucos. O caso tem a ver com a vingança de um filho de uma prostituta que ha 20 anos foi transportada a cidade com várias outras em um caminhão com destino a cidade, e sem condições de viagem e o caminhão totalmente fechado com dificuldade de entrada de oxigênio. Todas as mulheres morreram, sobrevivendo apenas a mãe e o filho (o vingador).

O filho viu o que mais tarde seria conhecido por todos como seu pai, o traficante de mulheres assassinar sua mãe, para não dar pistas do múltiplo homicídio, e o pior, o empresário tinha até apoio de um policial corrupto que mais tarde foi descoberto por Héctor, um Sargento que é o herói da série, este que ao desenrolar as investigações, sofreu várias tentativas de ser removido do posto policial, por motivos óbvios.
Um dos fatores que mais prende o público nessa série, é que a cada episódio que se passa, principalmente na primeira temporada, praticamente todos os principais personagens passam a serem suspeitos do crime que abalou a pequena cidade.

A segunda e última temporada, Hector se vê angustiado com a morte de Marta, uma mulher que tinha o marido dado como morto em uma operação contra terroristas, e mais tarde descobriu que ele se infiltrou entre os terroristas em uma operação sigilosa das forças e segurança do país para obterem maiores informações sobre os terroristas.

Enquanto é dado como morto, Marta e Hector mantém um relacionamento conturbado.

No final da série, após várias outras mortes comandadas pelo “esquartejador de Campoamargo”, Hector descobre quem foi o assassino de Marta, nada mais nada menos do que Pablo, marido de Marta, feito isso por perceber que não tinha como manter um relacionamento com Marta, por ela amar Hector. Para não dar suspeitas, de diversas maneiras Pablo implantou pistas na tentativa de incriminar Hector.

Outros fatos interessantes da série que podem ser citados aqui, foram a tentativa de infiltração de Pablo em esquema de tráfico de mulheres para prostituição, além do forte amor entre um branco e uma negra vinda da áfrica na tentativa de sobreviver na região, envolto de tramas e tentativas contra o amor dos dois.

Conclusão

Enfim, não dou tantos detalhes porque o texto poderá ficar tão grande, mas esta série é para aqueles que não gostam de filmes de terror, mas também não dispensam um bom drama.

Contras

Se estivesse disponível para o Brasil, com certeza iria ter um relevante sucesso. Infelizmente quem tenta assistir a série no Brasil pela Netflix, é impedido.

Indique uma série para que possamos comentar. Nos envie seu email: nathanreporter@outlook.com

Facebook Comments
error: USE OS BOTÕES DE COMPARTILHAMENTO