Home / Sem categoria / Carga roubada avaliada em 250 mil reais, pode ter sido descarregada em Tamboril

Carga roubada avaliada em 250 mil reais, pode ter sido descarregada em Tamboril

A polícia civil investiga um caso de um roubo de uma carga ocorrido na divisa do Ceará com o Piauí. Segundo um Boletim de Ocorrência registrado na delegacia de Novo Oriente, a ação aconteceu por volta das 13h do domingo 16 de setembro, na BR 020 já no município de Parambu, vinte minutos depois do depois do motorista do veículo, identificado como Sidney Dainez, 60 anos, ter cruzado o posto fiscal que divide os dois estados e carimbado a nota fiscal de uma carga de algodão e pluma processada para fabricação de confecções.

Avaliada em 250 mil reais, a carga era levada em um caminhão Scania, vermelho, placas AAO – 1328 – inscrição da cidade de Mandaguari no estado do Paraná, e estava sendo transportada da Bahia para Fortaleza.

Segundo Sidney, ele foi alcançado por um carro branco que usava adesivos da Secretaria da Fazenda do Estado. Foi dado ordem de parada e ele disse que obedeceu, por achar que se tratava de uma ação de rotina. Do veículo desceram três homens e um deles se identificou como fiscal da Sefaz. O suposto agente pediu as notas da mercadoria e mandou que o motorista saísse do carro, pois existia uma denúncia que o mesmo estava transportando drogas.

Ao descer, Sidney disse que foi algemado por um dos homens que usou da força física, acompanhado de outro que estava armado com uma pistola. Nesse instante, um segundo veículo provavelmente um gol vermelho, parou na traseira do caminhão. Nessa hora a vítima foi levada no carro branco que retornou sentido ao posto de fiscalização. Ao perguntar pra onde levariam o seu caminhão, ele foi informado pelo suposto agente que os dois ocupantes do carro vermelho eram policiais civis e cuidariam da carga.

Um quilômetro à frente, os homens saíram da BR e entraram em uma estrada carroçal. Minutos depois tiraram o caminhoneiro do carro e levaram ele para dentro do matagal. Nessa hora, o suposto fiscal retornou com o carro branco, deixando os outros dois homens que mantiveram Sidney dentro do mato até o anoitecer. Já escuro eles seguiram para as margens de um açude, onde o caminhoneiro permaneceu refém até às 2h da madrugada da segunda-feira (17/08) quando foi liberado.

Os integrantes do bando se comunicavam a todo o momento pelo whatsapp e antes de libertá-lo eles disseram que aquilo se tratava de um assalto e que queriam apenas a carga, informando também que o caminhão seria abandonado, assim como faziam com os outros. Dando a entender que eles são integrantes de uma quadrilha especializada em roubos de carga.

Eles disseram a Sidney que o seu veículo seria abandonado a 120 km de Tauá, em uma localidade por nome Jaguaribe.

Em liberdade a vítima disse que andou a pé até a BR 020, onde conseguiu carona com um caminheiro que o levou até Tauá. No percurso, eles pararam em um posto de combustíveis e obteram informação que a localidade de Jaguaribe fica na zona rural de Novo Oriente. Sidney seguiu para lá e procurou a delegacia onde registrou um boletim de ocorrência, narrando como tudo aconteceu.

O que chama mais atenção da polícia e do proprietário do veículo, é que enquanto estava refém no matagal, o rastreador do caminhão apontou que o veículo ficou parado aqui em Tamboril na noite do domingo no horário de 19 as 23h.

Em conversa com o blog, um policial que pediu pra não ser identificado, disse que não dá pra afirmar, ainda, se há pessoas do município envolvidas com a ação. Já que segundo ele, o rastreador acusou a última localização por volta das 3h da madrugada no município de Sobral.

“Há duas possibilidades nesse caso, o caminhão ter sido levado até Sobral, o que é muito difícil porque exista uma fiscalização forte por parte da PRE e PRF. E a outra possibilidade é que o rastreador tenha sido tirado aqui em Tamboril e levado em outro carro para Sobral e daqui de Tamboril a carga tenha sido destinada para outro local” ressaltou o policial em conversa com a nossa reportagem.

Na tarde desta segunda-feira (17), Sidney esteve na delegacia de Tamboril, na tentativa de obter mais informações, ele acredita que a descarga da mercadoria foi feita aqui em Tamboril e que os ladrões tiraram o rastreador do veículo pra despistar a empresa que rastreia o caminhão.

Ele informou também que além do caminhão, a quadrilha levou um semi-reboque de placa BEL 1830; dois aparelhos celulares e documentos pessoais.

A polícia civil investiga o caso.

Repórter: Manuel Sales

Facebook Comments
error: Use o link do post para compartilhar!