Home / Destaques / Ciro chama PT de “quadrilha” e diz que Gleisi “é a chefe”

Ciro chama PT de “quadrilha” e diz que Gleisi “é a chefe”

Ciro Gomes disse que Bolsonaro não chega ao fim do mandato. (Foto: Reprodução/ Notícias ao Minuto)

O ex-presidenciável Ciro Gomes (PDT) voltou a criticar o Partido dos Trabalhadores (PT). Em entrevista ao Valor Econômico, publicada nesta terça-feira, 12, o pedetista classificou a cúpula da sigla como uma “quadrilha” e “organização criminosa”.

“Fui agredido, caluniado, atropelado pelas costas por essa canalha da cúpula do PT”, disse o ex-governador do Ceará à reportagem, ressaltando que havia renunciado à vida pública e começou trabalhar na Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), mas resolveu voltar a disputar um cargo político.

Quem também foi alvo de críticas do ex-ministro da fazenda foi a presidente da sigla, a deputada federal Gleisi Hoffman. “Ela é a chefe. Ela e o marido estão enrolados em tudo. Se quiserem me processar, já estou acostumado”, relatou Ciro Gomes ao Valor Econômico e completou: “Me processe por calúnia que tenho direito a demonstrar. É só tirar certidões das acusações do Ministério Público”.

Em seu perfil do Twitter, a ex-senadora rebateu as críticas do pedetista: “Ciro Gomes é um coronel oportunista, ressentido e covarde. Quando a conjuntura exigia sua presença, fugiu para Paris”. Além disso, ela acrescentou que o político “está à espreita de crises para se apresentar como salvador da burguesia e sistema financeiro”.

Por meio de nota, a comissão executiva nacional do PT lamentou as declarações do ex-ministro da Fazenda, concluindo que, ao atacar a sigla, Lula e Gleisi, Ciro “se alia aos que atacam a democracia, os direitos sociais e a esquerda brasileira”.

Além disso, o partido ressaltou que cobrará posicionamento do PDT sobre essas declarações, “que rompem com qualquer padrão de respeito e convivência”.

(O Povo)

Facebook Comments
error: USE OS BOTÕES DE COMPARTILHAMENTO