Home / Destaques / Óleo de soja causa alterações genéticas no cérebro, diz estudo em ratos
Óleo de soja (Reprodução)

Óleo de soja causa alterações genéticas no cérebro, diz estudo em ratos

Segundo pesquisadores da Universidade da Califórnia em Riverside, nos Estados Unidos, o óleo de soja, comumente usado para fritar alimentos, tem o poder de transformar a estrutura genética do cérebro. No estudo, publicado no último final de semana, na revista Endocrinology, os cientistas alimentaram ratos com três dietas diferentes, todas com alto teor de gordura: uma com óleo de soja regular, outra com óleo de soja modificado (com menos gordura) e uma terceira com base em óleo de coco.

O resultado encontrado foi que ao menos 100 genes nos ratos alimentados com óleo de soja não estavam funcionando corretamente. Um desses genes modificados produz o hormônio do “amor”, a ocitocina, capaz de regular o humor em mamíferos complexos.

Para os pesquisadores, essa descoberta pode ter ramificações que explicam doenças como o autismo e o mal de Parkinson. No entanto, é importante observar que não há provas de que o óleo cause essas doenças. Além disso, a equipe observa que as descobertas se aplicam apenas ao óleo de soja – não a outros produtos de soja ou outros óleos vegetais.

A mesma equipe de pesquisa descobriu, em 2015, que o óleo de soja induz obesidade, diabetes, resistência à insulina e fígado gorduroso em ratos. Também, em um estudo de 2017, o mesmo grupo aprendeu que, se o óleo de soja for projetado com baixo teor de ácido linoleico, induzirá menos obesidade e resistência à insulina.

Fonte: Veja

Comentários
error: USE OS BOTÕES DE COMPARTILHAMENTO