Home / Ceará / Em tramitação na Assembleia, projeto de lei discute critérios para retorno de academias no Ceará

Em tramitação na Assembleia, projeto de lei discute critérios para retorno de academias no Ceará

As academias precisarão fornecer álcool gel 70% em todas as áreas do estabelecimento e obrigar o uso de máscaras

Um projeto de lei que define critérios para o funcionamento das academias esportivas no Ceará foi protocolado nesta quinta-feira (25) na Assembleia Legislativa do Estado (AL-CE).

De autoria do deputado Evandro Leitão (PDT), a proposta prevê regras para o funcionamento enquanto o Estado estiver com decreto de calamidade pública vigente.

“A prática de atividades físicas é muito importante para a manutenção da saúde, em especial para o fortalecimento da imunidade. No caso específico deste momento de pandemia que estamos vivendo, é importante que essa prática aconteça dentro dos protocolos de segurança sanitária adequados para evitar contaminação pelo coronavírus”, ressalta o autor da proposta.

Regras

Conforme o projeto, as academias precisarão fornecer álcool gel 70% em todas as áreas do estabelecimento, realizar higienização e desinfecção frequentes, disponibilizar produtos de higiene para que os clientes possam fazer uso dos equipamentos e obrigar o uso de máscaras.

Também será obrigatória a aferição da temperatura corporal dos clientes e funcionários, delimitação visual para garantir o distanciamento de um metro e meio entre os clientes durante os treinos, restrição de uso de bebedouros (apenas com utilização de recipientes como copo ou garrafa), sistema que renove o ar ambiente sete vezes a cada hora, dentre outras medidas. 

Em caso de descumprimento, pode ser aplicada multa que varia entre R$ 5 mil e R$ 50 mil.

Diário do Nordeste

Comentários
error: USE OS BOTÕES DE COMPARTILHAMENTO