Ex-Prefeito que disse que roubou volta atrás devido a repercussão do caso;”não roubei, sou homem de bem, da igreja”

O ex-prefeito de Cocal, José Maria Monção, foi expulso do PTB, após aparecer em um vídeo admitindo ter roubado quando era gestor do município. Monção foi prefeito da cidade por três mandatos (1993 a 1996 e de 2001 a 2008) e em 2015 foi preso acusado de corrupção. 

Para o ex-prefeito, ele se expressou mal durante a convenção do MDB. Sua fala causou repercussão e viralizou na internet ao dizer que roubou menos do que o atual gestor o prefeito Rubens Vieira (PSDB). Monção afirmou: “…fui prefeito três vezes, eu sei o meu sofrimento, mas também não roubei o tanto que esse aí [Vieira] roubou não, está entendendo? Esse é descarado, esse está é afundando o Cocal”, disse Monção.

José Maria Monção, disse que não se arrepende das declarações e nega que tenha roubado.

“Eu não soube me expressar, queria chamar atenção para o atual prefeito que foi denunciado por desvio e não foi preso como eu fui. Eu não roubei, fui perseguido. Na Prefeitura não se rouba, o prefeito recebe tão pouco de recursos. Nunca cometi nenhum erro, sai da Prefeitura sem nada”, garante o ex-prefeito.

Monção disse ainda que ficou surpreso com a repercussão de sua fala. “Estou abismado, tanta gente que mata, assalta e eu um ex-prefeito sem nenhuma significância, não sou mais nada, e teve todo esse estardalhaço”.

Na opinião do ex-prefeito, a população entendeu o que ele queria dizer. “Sou um homem querido na minha cidade. Para a população eu fui sincero, mas tem gente que vê como bandido, que não presta. Mas, sou um homem de bem, de igreja, religioso”, disse, garantindo que todos os seus bens estão alienados. 

Monção disse ainda que não queria prejudicar ninguém e que pensava que estava falando só para sua cidade. “Não sabia que iria para a internet”.

Não quer saber de partido

José Maria Monção disse que não foi comunicado da expulsão do PTB, que está filiado desde de 2010. Ele porém disse que não vai recorrer da decisão.

“Não quero nem saber de partido. O PTB não representa nada em meu município. Pode expulsar. Há 10 anos estou afastado da política e não quero voltar. Em política só se tem contrariedades”, disse

PTB

Egídio Ismael de Oliveira, que é da executiva municipal do PTB, disse que Monção teve uma “expulsão sumária”. “Suas declarações é uma afronta a humanidade, a Constituição Federal. Um absurdo, inaceitável”, disse Egídio.

Bom Jesus News 

Comentários
error: USE OS BOTÕES DE COMPARTILHAMENTO