Vendedora de lanches tem mercadorias destruídas e é agredida na frente de posto de combustíveis no Piauí

O caso de uma vendedora de lanches que teve suas mercadorias destruídas e teria sido agredida na cidade de Bom Jesus, Sul do Piauí, tem causado muita indignação.

Barbara Moreira vendia lanches na frente de um posto de combustíveis, o Posto Café 2, quando foi proibida de trabalhar ali pelos proprietários do local, segundo informações repassadas ao 180.

“Foi a dona Catarina, a dona do posto, a ‘Rainha da Cocada Preta’, ela acha que esses três metros beirando a pista é dela, só pode, nem na área dela eu estou, estou na área do DNIT. Mas tem nada não, depois que ela esbagaçou tudo veio querer fazer acordo. Eu? Acordo? Não, a humilhação que ela me fez passar… Ela não chegou nem conversando, foi metendo a mão nos meus peitos, eu titubeei para trás e torci o pé”, disse a vendedora em áudio.

A Polícia Militar logo chegou ao local e atendeu a ocorrência. O caso aconteceu às margens da BR-135 e a mulher aproveitava a sombra de uma placa do posto para tirar o sustendo da família. Na confusão, ela torceu o pé, que ficou muito inchado. 

O caso gerou revolta e foi registrado na delegacia da cidade, que já ouviu as partes. Nas redes sociais moradores fazem uma campanha para que os responsáveis sejam punidos.

As informações são do 180Graus

Comentários
error: USE OS BOTÕES DE COMPARTILHAMENTO