Home / Destaques / PIX: O novo sistema de pagamento instantâneo do Banco Central do Brasil

PIX: O novo sistema de pagamento instantâneo do Banco Central do Brasil

PIX: O novo sistema de pagamento instantâneo do Banco Central do Brasil

  1. O que são pagamentos instantâneos?
    Os Pagamentos Instantâneos são transferências eletrónicas de dinheiro entre diferentes instituições onde a transmissão da mensagem de pagamento e a disponibilização dos fundos ao beneficiário final ocorrem em tempo real e cujo serviço está disponível para o utilizador final 24 horas por dia, 7 dias por semana.

O Banco Central do Brasil viu a necessidade de criar e regulamentar esse novo esquema de pagamento por causa da digitalização do e-commerce e da atual lacuna nos meios de pagamento.

  1. O que é PIX?
    PIX O Instant Payments no BrazilPIX é o sistema criado pelo Banco Central do Brasil para dar vida aos pagamentos instantâneos. É através do PIX que todas as carteiras que usam QR Codes serão interoperáveis, o que significa que as transferências e pagamentos serão permitidos de uma e-wallet para outra em tempo real, 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  2. Quais são as principais diferenças entre carteiras digitais e pagamentos instantâneos (PIX)?
    Os pagamentos instantâneos representam um novo arranjo dentro do sistema financeiro brasileiro que permitirá transações em tempo real 24 horas por dia, 7 dias por semana, entre diferentes instituições, sem a necessidade de intermediários, como sistemas de cartões, adquirentes ou emissores. Carteiras digitais são simplesmente empresas que hoje simplesmente armazenam informações de cartão de crédito para usuários e permitem que eles recarreguem o saldo de uma conta transacional para facilitar o processo de checkout.

Outra grande diferença é o fato de que os pagamentos instantâneos permitirão a interoperabilidade de todas as carteiras digitais, o que significa que o titular da conta da e-wallet A poderá transferir fundos para o titular da conta da e-wallet B sem complicações e em tempo real .

Ambos usam a mesma tecnologia na maioria dos casos (QR Code e NFC), mas os pagamentos instantâneos são o próximo passo das carteiras digitais.

  1. Quais são os principais benefícios dos pagamentos instantâneos?
    Os pagamentos instantâneos oferecem muitos benefícios para o mercado brasileiro atual. Eles custarão menos, uma vez que não há necessidade de adquirentes, esquemas de cartões ou emissores participarem do acordo, a transação acontece em tempo real, o que é um avanço em relação ao principal método alternativo de pagamento (Boleto Bancário), que permitirá que o interoperabilidade de todas as carteiras e jogadores que usam QR Code como método de pagamento e não exige que o usuário final tenha uma conta bancária.
  2. O crescimento do comércio móvel no Brasil
    De acordo com o Banco Central do Brasil, a população do Brasil está se tornando cada vez mais centrada no celular, o que significa que o e-commerce continuará gradativamente dando espaço ao m-commerce no futuro e a indústria de pagamento precisa estar preparada, pois os clientes esperam um processo de checkout mais simples do que o que eles têm hoje em dispositivos desktop.

A pesquisa Beyond Borders mostra o Brasil como a quinta maior economia de internet e celular do mundo, com muito espaço para se expandir. Em 2022, o número de assinantes móveis exclusivos pode aumentar 26%, enquanto o número total de conexões pode aumentar em 40%.

No geral, espera-se que o celular ultrapasse o desktop em termos de gasto geral em 2021, representando 51% do comércio eletrônico. Os métodos de pagamento estão mudando para acomodar esta nova tendência: as pessoas agora estão pagando por meio de seus dispositivos móveis também (62%), algo que ajuda nas compras por impulso.

  1. Inclusão Financeira
    Outro motivo para apostar no Instant Payments é incluir a população sem conta bancária no sistema financeiro. Em 2017, 70% da população brasileira era considerada bancarizada de acordo com o Banco Central, deixando 48 milhões de pessoas sem acesso a cartão de débito, cartão de crédito ou conta bancária.

Apesar disso, os sem-banco no Brasil movimentam cerca de 204 bilhões de dólares da economia do país por ano, o que anda de mãos dadas com o uso preferencial do papel-moeda pela grande população. Quando questionados sobre por que não possuem conta em banco, 49% não confiam em bancos, 31% afirmam não ter dinheiro suficiente para fazê-lo e 29% preferem usar dinheiro.

É claro que nosso sistema bancário tem lacunas em termos de métodos de pagamento: uma grande parte da população simplesmente não confia nos bancos o suficiente para abrir uma conta bancária, ou não o faz por causa da ideia de que as taxas que vêm com ele e seus cartões de crédito / débito são simplesmente demais para lidar com seu orçamento mensal.

Criando uma nova forma de pagamento que tira a necessidade de lidar com os bancos tradicionais e a bagagem cultural que leva as pessoas a não confiarem neles e que corta as altas taxas de utilização de cartões de crédito e débito, é possível trazer essas pessoas para o sistema financeiro legitimar a forma como movimentam o dinheiro, reduzindo o custo de manutenção do papel-moeda em circulação.

  1. Quando os pagamentos instantâneos PIX estarão disponíveis?
    O Instant Payments terá seu lançamento antecipado em novembro de 2020, de acordo com o último anúncio do Banco Central do Brasil.
Comentários
error: USE OS BOTÕES DE COMPARTILHAMENTO